sábado, 10 de dezembro de 2011

Casamento Vintage: Como Planejar?



Este texto não é meu, eu achei na internet, como sou apaixonada por casamento vintage resolvi compartilhar com vocês.


Nunca o antigo foi tão valorizado. Em casamentos, o estilo chamado vintage já ocupou espaço considerável. Dispostos a recriar o glamour das décadas passadas, noivos vão fundo nas pesquisas e encantam os convidados nos detalhes mais sutis.A palavra vintage vem de "vint", relativo à safra de uvas, e "age" (idade, em inglês). "O casamento vintage exige dos noivos atitude para ‘sustentar’ o estilo", afirma a cerimonialista Norma Marques. "Ele abrange o universo da arquitetura, da moda e do design. Logo, quem pensa no estilo, há que pensar também nos complementos."
O vintage tem como proposta resgatar algumas características de décadas passadas ou, até mesmo, criar novos itens com uma cara de antiguinhos. Para recriá-lo, os casais podem dar asas à imaginação. "Nesse caso, vale usar as retratos antigos e relíquias de família, seja na decoração ou na produção da noiva", sugere Norma.
A decoração da igreja exige poucos detalhes. Segundo a cerimonialista, a própria aparência natural dessas construções contribui para o clima vintage. Já na recepção, os objetos são clássicos, originais de época, dos anos 20 aos 60. Neste estilo, prevalecem as cores e tons suaves, móveis clássicos ou em estilo provençal, porcelanas, louças antigas, vidros e cristais, gaiolinhas charmosas, bicicletas com flores, faqueiro de prata e guardanapos bordados ou rendados acompanhados de porta-guardanapos.

"As flores deverão sempre ser delicadas e suaves. Vasos antigos e latinhas de época (de biscoitos, charutos e outros itens), são usados como vasos de flores com pequenos e delicados arranjos", indica. "Espalhe fitas de cetim, rendas, laços, pérolas, imprimindo o clima de romantismo de época em todos os detalhes."
Norma ressalta que o estilo vintage aceita como decoração objetos reciclados e cores diversas. Tem sido muito utilizadas as garrafinhas vazias de todos os estilo e tamanhos com flores delicadas, flores do campo decorando mesas de convidados e mesas principais.
Os noivos podem misturar diferentes décadas, desde que haja harmonia entre os itens escolhidos para a ocasião. Pode-se colocar, por exemplo, uma decoração anos 50 complementada com alguns detalhes dos anos 20. "Tudo tem que ter um sentido, uma mensagem embutida e obedecer a uma sequência lógica. Caso contrário irá destoar e ficar deselegante", diz Norma, que completa: "Quando se coloca algumas peças de diferentes épocas, ou inspiradas em uma específica, diz-se que é uma releitura de estilo."
Como o vintage é mais adequado a casamentos ao ar livre, aposte num brunch, com saladinhas especiais, iguarias quentes, mesa de doces e uma boa mesa de café com variedade de biscoitos finos amanteigados para receber os convidados. "De sobremesa, o bolo do casamento, que deverá ser branco ou em tons delicados, sempre inclinando para a suavidade", diz Norma. Para embalar a festa, a cerimonialista sugere grupos regionais ou com formação específica, atendendo aos interesses do seu estilo.

A identidade visual do casamento deve estar impressa também nos convites. Logo, abuse dos detalhes em rendas e laços. Como sugestão de lembrancinhas, que tal toalhinhas bordadas para mãos, sachês ou uma caixinha multiuso? "O ideal é deixar bem claro a partir do estilo do convite e dos termos do mesmo que se trata de um casamento de estilo! A partir daí, ressaltar a preferência pelos trajes de época, dando todo um toque especial ao momento", orienta Norma.
Na hora de escolher o vestido de noiva, a estilista Gabriela Piccoli, da grife Solaine Piccoli diz que o modelo não precisa ser uma réplica, pode sim ser um modelo atual com inspiração vintage. "Nesse caso, se usa tecidos bem leves como o chiffon de seda pura e musseline de seda pura", orienta.
E dá outras dicas: "Estes modelos normalmente têm quadris bem marcados, saias em camadas e blusês. O tom que predomina é o off-white. Nos bordados os destaques são as pérolas e isso também se reflete nas joias". Norma completa: "Para a cabeça, o ideal é o uso de rendas, flores de tecido, casquete ou o voilette."

As lembranças de um casamento são para toda a vida. E para que uma troca de alianças no estilo vintage fique bem marcada, é preciso que os noivos tenham certeza de que vão gostar de ver tudo isso futuramente e não vão cobrar do outro o fato de não terem realizado uma festança hip chic, ou com um estilo diferente. "Os pais do casal devem estar cientes e concordar com as escolhas, para que tudo seja feito em harmonia e o acabamento final seja perfeito", ressalta.


Por Juliana Falcão

Fonte: ig noivas

Um comentário:

  1. Ameeeei, uma inspiração para o meu casamento!

    ResponderExcluir